TRADUTOR

Seguidores

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

TRABALHO DOS ANJOS




Ao redor do mundo voando,
a luz da fraternidade não vendo,
acabamos nos acostumando,
com a batalha inglória,
de o amor semear,
no humano de ressequido coração,
para que veja como irmão,
aquele faminto na alma ou no corpo.



No entanto nestes dias,
apesar de não ver a fraternidade,
tenho visto a misericórdia,
ou o ego camuflado de muitos.



Quanto é misericórdia,
conseguimos trabalhar aquele coração,
para que veja o próximo como irmão,
todos os dias pra ele Natal serão.



Quanto é o ego que quer aplausos,
nada podemos fazer,
ele não coloca o seu coração,
apenas a sua satisfação.



Mas não desistimos do trabalho,
o amor em nós criou profundas raízes,
para nós todo dia é dia,
de a Jesus presentear.



Cheguem no aniversário do Mestre,
com presentes ofertados o ano todo,
o pão, um sorriso,
uma palavra, os ouvidos,
com muito amor doados,
a todos e qualquer irmão,
então terão real razão,
para comemorar com Cristo.


Luconi



24-12-2019

domingo, 18 de novembro de 2018

IANSÃ SENHORA DA LEI





Ela é do vento, do fogo, fogo que consome o negativo de cada ser, vento que pode ser brando ou se tornar um furacão.
Quem filha dela é o bem sabe, ela tudo ajeita conforme a necessidade cada filho, de cada ser que a Lei a ela direcionou, para aprendizado do verdadeiro sentido da vida, seja encarnado ou desencarnado.

Quem a tem nesta Terra como sua tutora de frente, muitas às vezes por ledo engano, inflama seu ego e se desculpa de suas atitudes e palavras tempestuosas dizendo que filha dela é.

A Mãe é paciente, os seus filhos não entendem, que são seus filhos exatamente por não terem conseguido anular em si tal temperamento, que não é nenhuma qualidade, pelo contrário é exatamente por este temperamento que têm muitas coisas em sua vida afastadas indeterminadamente.

Estes filhos lhe foram entregues para que a eles ensinassem a dádiva da paciência, a ponderação nos atos e palavras,  que em muitas vidas os fizeram se perder. Isso somado a um ego inflamado, a um orgulho exagerado, foi sem dúvida a causa de suas quedas.

Sua maior alegria é ver um filho se transformando, passando aos poucos a se ponderar, a ter paciência para aguardar os acontecimentos da vida em sua ordem natural.

O fogo desta mãe tanto é para consumir estas energias negativas tanto para depois destas energias esgotadas vibrar o fogo brando que irá equilibrá-los e redirecioná-los.

Os seus ventos também quando forte trazem a destruição desse sentimento, dessa atitude, trazendo para o filho atribulações em seu caminho para ele entenda que só com paciência os vencerá, que tudo tem o seu tempo certo e que esse tempo não é o que ele deseja, mas sim o tempo certo, a hora certa, o momento certo que será determinado no momento que ele começar a dobrar o seu genio tempestivo.

Passado o furacão, vem o vento leve, a brisa suave que refaz as energias do filho e lentamente vai colocando em seu lugar tudo o que foi desarrumado.

Não é fácil, como também não é fácil para nenhum dos Orixás cósmicos que têm de consumir a negatividade de seus filho, transformá-los para que possam dar por encerrada este lado negativo que antes cultivavam e um dia aprenderam que era exatamente isto que os paralisava em seus caminhos.

Ela é mãe guerreira, pois protege a todos independente de ser seus filhos ou não de todo aquele que age contra a lei Divina, ela é o polo cósmico do Trono da Lei, ela na ordem natural dos Tronos faz par com o polo positivo do Trono da Lei o querido Pai Ogum.
Ela é nossa Mãe Iansã, a moça bonita lá do jacutá.

Ela é uma moça bonita,
ela é dona de seu jacutá,
Eiparrê, eiparrê, eiparrê,
minha mãe é guerreira,
de Pai Oxalá.

Salve Mãe Iansã, que sua proteção se estenda a todos filhos desta Terra, que a lei sempre vença em suas vidas, em seus espíritos imortais.

Luconi
18-11-18

 

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

SOU UMBANDA PORQUE NELA ENCONTRO JESUS CRISTO




Sou Umbanda, sem sombra de dúvida, sou umbanda.

Outro dia ouvindo uma explanação de um mestre de Umbanda, ele separa rigorosamente o Cristianismo da Umbanda.
Ou você é um ou é outro.
Ora ele tem razão quando disse que o Cristianismo em si não é uma religião, mas sim, deu origem há algumas religiões e são muitas.

Mas como eu iniciei eu ouvi deste Mestre que você é Cristão ou você é Umbanda. Isto não soou bem em mim, dentro de minha alma não encontrou eco, pelo contrário meu ser refutou com todas as suas forças.

Fiquei meditando e me lembrei do primeiro terreiro que eu pisei, na assistência, eu nunca tinha ouvido nada de Umbanda, então em tudo prestava atenção. Senti-me bem incrivelmente bem.
Em pouco tempo estava desenvolvendo e conhecendo mais e mais a Umbanda, em todos os detalhes durante uma gira, desde a chegada da assistência até o final eu percebia a FRATERNIDADE presente. Ninguém perguntava a quem nos procurava de que religião era, de sua condição financeira, se tinha vício ou não, qual era sua opção sexual, de seus erros na vida, não nada disso, apenas eram abraçados pela Umbanda, recebiam tratamento espiritual, mas também, carinho, conselhos sábios das entidades, ombro para chorar e abraço bem apertado.
Jamais algo era cobrado, quem se oferecia para  ajudar era pedido que trouxesse em material utilizado durante as giras.
Ali o amor reinava, claro que como seres humanos tínhamos as nossas fraquezas humanas, ninguém era perfeito, mas ali dentro ninguém nem lembrava disso, abríamos o sorriso e com muita fé cada qual exercia a sua função. Quando saíamos do eixo, carinhosamente o Preto Velho Pai João de Angola nos orientava.

Contei tudo isso porque GENTE eu só fiz meu chão na UMBANDA porque nela encontrei exemplificado os ensinamentos de JESUS CRISTO.
Antes eu era católica? Não, não era não gostava de missas e as igrejas evangélicas eu não gostava da radicalidade, do apontar o dedo para quem não pertencia a sua fé. Eu apenas acreditava em Deus e em Jesus.
E por mais loucura que pareça ser há tempos eu sinto uma saudades imensa Dele, de com Ele conversar de ouvi-lo. Como pode ser isso? Não sei.
Mas na UMBANDA eu de alguma forma me encontro com Ele e a minha fé e amor aumenta cada dia mais.
Pai Oxalá eu sei fica feliz com minha fé e Mamãe Oxum com meu amor.
Agora estão dizendo que a Umbanda não é Cristã, a UMBANDA é uma religião de raízes na amada mãe África, mas sem Amor, Fraternidade e Caridade não é Umbanda e estes princípios são os ensinamentos que Jesus deu a própria vida para deixar nesta Terra eternizados.

Tenho certeza que Ele não se importa quando dizem que ela não é Cristã, pois para Ele o que importa é seguir os exemplos que Ele deixou e isto a UMBANDA o faz, tendo toda proteção dos Orixás que a sustentam.

Luconi
11-10-18

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

DO TEU MUNDO NÃO DIMINUA A LUZ





Talvez estejamos certos, às vezes pode ser que não, quem poderá ter certeza diante de tanta diversidade no mundo particular de cada um.

O meu sentir não é o seu, o seu não é o meu, tivemos experiências diferentes e pode ser que algumas coisas de formas diferentes absorvemos.

Talvez, de vez enquanto, deveríamos nos lembrar que não carregamos apenas este nosso mundo particular  de hoje,ele sofre a influência de outros mundos particulares que tivemos e que tentamos aperfeiçoar não carregando o peso de seu lamaçal para o de hoje, mas às vezes, por mais que tenhamos evoluído, algum resquício vivo ainda sobrou e qualquer ação de algum irmão pode trazer este resquício para o nosso mundo particular de hoje que tanto e tanto tentamos aperfeiçoar nos milênios vividos, reencarnados ou não.

Então como saber se o que sentimos realmente é o que no nosso eu de hoje sentiríamos ou se é lama do passado respingando e atrapalhando nosso sentir, nosso julgamento, acordando chagas antigas que acreditávamos curadas.

Difícil julgar a mim e ter certeza que não errei, mais difícil ainda julgar o irmão pois este nem do seu mundo particular atual eu tenho amplo conhecimento.
Então, por que nos deixarmos levar por situações que jogam fora tantos anos de aprendizado, onde voltamos a estaca zero, onde o lamaçal novamente entra no nosso mundo.

Nestas situações confusas, em que posso estar errado ou não, ou talvez ambas as partes tivessem sua parcela de culpa, o melhor é suspirar fundo, recolher-se, absorver a negatividade sentida e depois peneirar, tudo o que temos de bom em nosso mundo daquele irmão.

Ora se na peneira houver a menos uma pedrinha que brilha já será o suficiente para relevarmos, tentarmos esquecer, pois qual de nós nesta Terra já não se enlameou ou se deixou enlamear, qual de nós não temos a trave em nosso nariz e para disfarçar não ficamos a corroer dentro de nós a trave de nosso irmão.

A vestimenta da carne é uma vestimenta difícil de se usar, ela nos faz mais frágeis a certas energias, sem contar o emocional que mistura as emoções e já não sabe discernir o certo ou o errado ou talvez não sabe discernir exatamente a nossa atuação durante uma questão.

Ah! Você dirá eu não, mas quem é você? Um ser superior aos outros seres humanos?
Apenas peço que ponderem, pois atitudes tomadas sem passar no crivo da razão, sem se estudar todos os ângulos da questão e sem conhecermos realmente o mundo particular de cada um, leva-nos a escurecer um pouco o nosso mundo particular, que tanto lutamos para um pouquinho clarear.

Ditado por Hilda Maria
psicografado por Luconi

10-09-18


Esta querida irmã na terra foi Umbandista e cambone em nosso amado Terreiro de Umbanda, houve uma razão que fiquei sabendo hoje dia 11-09 para ela me passar tal mensagem, eu nem imaginava que estivesse acontecendo o que hoje soube. Agradeço minha irmã amada, pela orientação e carinho.