TRADUTOR

Seguidores

sexta-feira, 12 de outubro de 2018

SOU UMBANDA PORQUE NELA ENCONTRO JESUS CRISTO




Sou Umbanda, sem sombra de dúvida, sou umbanda.

Outro dia ouvindo uma explanação de um mestre de Umbanda, ele separa rigorosamente o Cristianismo da Umbanda.
Ou você é um ou é outro.
Ora ele tem razão quando disse que o Cristianismo em si não é uma religião, mas sim, deu origem há algumas religiões e são muitas.

Mas como eu iniciei eu ouvi deste Mestre que você é Cristão ou você é Umbanda. Isto não soou bem em mim, dentro de minha alma não encontrou eco, pelo contrário meu ser refutou com todas as suas forças.

Fiquei meditando e me lembrei do primeiro terreiro que eu pisei, na assistência, eu nunca tinha ouvido nada de Umbanda, então em tudo prestava atenção. Senti-me bem incrivelmente bem.
Em pouco tempo estava desenvolvendo e conhecendo mais e mais a Umbanda, em todos os detalhes durante uma gira, desde a chegada da assistência até o final eu percebia a FRATERNIDADE presente. Ninguém perguntava a quem nos procurava de que religião era, de sua condição financeira, se tinha vício ou não, qual era sua opção sexual, de seus erros na vida, não nada disso, apenas eram abraçados pela Umbanda, recebiam tratamento espiritual, mas também, carinho, conselhos sábios das entidades, ombro para chorar e abraço bem apertado.
Jamais algo era cobrado, quem se oferecia para  ajudar era pedido que trouxesse em material utilizado durante as giras.
Ali o amor reinava, claro que como seres humanos tínhamos as nossas fraquezas humanas, ninguém era perfeito, mas ali dentro ninguém nem lembrava disso, abríamos o sorriso e com muita fé cada qual exercia a sua função. Quando saíamos do eixo, carinhosamente o Preto Velho Pai João de Angola nos orientava.

Contei tudo isso porque GENTE eu só fiz meu chão na UMBANDA porque nela encontrei exemplificado os ensinamentos de JESUS CRISTO.
Antes eu era católica? Não, não era não gostava de missas e as igrejas evangélicas eu não gostava da radicalidade, do apontar o dedo para quem não pertencia a sua fé. Eu apenas acreditava em Deus e em Jesus.
E por mais loucura que pareça ser há tempos eu sinto uma saudades imensa Dele, de com Ele conversar de ouvi-lo. Como pode ser isso? Não sei.
Mas na UMBANDA eu de alguma forma me encontro com Ele e a minha fé e amor aumenta cada dia mais.
Pai Oxalá eu sei fica feliz com minha fé e Mamãe Oxum com meu amor.
Agora estão dizendo que a Umbanda não é Cristã, a UMBANDA é uma religião de raízes na amada mãe África, mas sem Amor, Fraternidade e Caridade não é Umbanda e estes princípios são os ensinamentos que Jesus deu a própria vida para deixar nesta Terra eternizados.

Tenho certeza que Ele não se importa quando dizem que ela não é Cristã, pois para Ele o que importa é seguir os exemplos que Ele deixou e isto a UMBANDA o faz, tendo toda proteção dos Orixás que a sustentam.

Luconi
11-10-18

quarta-feira, 12 de setembro de 2018

DO TEU MUNDO NÃO DIMINUA A LUZ





Talvez estejamos certos, às vezes pode ser que não, quem poderá ter certeza diante de tanta diversidade no mundo particular de cada um.

O meu sentir não é o seu, o seu não é o meu, tivemos experiências diferentes e pode ser que algumas coisas de formas diferentes absorvemos.

Talvez, de vez enquanto, deveríamos nos lembrar que não carregamos apenas este nosso mundo particular  de hoje,ele sofre a influência de outros mundos particulares que tivemos e que tentamos aperfeiçoar não carregando o peso de seu lamaçal para o de hoje, mas às vezes, por mais que tenhamos evoluído, algum resquício vivo ainda sobrou e qualquer ação de algum irmão pode trazer este resquício para o nosso mundo particular de hoje que tanto e tanto tentamos aperfeiçoar nos milênios vividos, reencarnados ou não.

Então como saber se o que sentimos realmente é o que no nosso eu de hoje sentiríamos ou se é lama do passado respingando e atrapalhando nosso sentir, nosso julgamento, acordando chagas antigas que acreditávamos curadas.

Difícil julgar a mim e ter certeza que não errei, mais difícil ainda julgar o irmão pois este nem do seu mundo particular atual eu tenho amplo conhecimento.
Então, por que nos deixarmos levar por situações que jogam fora tantos anos de aprendizado, onde voltamos a estaca zero, onde o lamaçal novamente entra no nosso mundo.

Nestas situações confusas, em que posso estar errado ou não, ou talvez ambas as partes tivessem sua parcela de culpa, o melhor é suspirar fundo, recolher-se, absorver a negatividade sentida e depois peneirar, tudo o que temos de bom em nosso mundo daquele irmão.

Ora se na peneira houver a menos uma pedrinha que brilha já será o suficiente para relevarmos, tentarmos esquecer, pois qual de nós nesta Terra já não se enlameou ou se deixou enlamear, qual de nós não temos a trave em nosso nariz e para disfarçar não ficamos a corroer dentro de nós a trave de nosso irmão.

A vestimenta da carne é uma vestimenta difícil de se usar, ela nos faz mais frágeis a certas energias, sem contar o emocional que mistura as emoções e já não sabe discernir o certo ou o errado ou talvez não sabe discernir exatamente a nossa atuação durante uma questão.

Ah! Você dirá eu não, mas quem é você? Um ser superior aos outros seres humanos?
Apenas peço que ponderem, pois atitudes tomadas sem passar no crivo da razão, sem se estudar todos os ângulos da questão e sem conhecermos realmente o mundo particular de cada um, leva-nos a escurecer um pouco o nosso mundo particular, que tanto lutamos para um pouquinho clarear.

Ditado por Hilda Maria
psicografado por Luconi

10-09-18


Esta querida irmã na terra foi Umbandista e cambone em nosso amado Terreiro de Umbanda, houve uma razão que fiquei sabendo hoje dia 11-09 para ela me passar tal mensagem, eu nem imaginava que estivesse acontecendo o que hoje soube. Agradeço minha irmã amada, pela orientação e carinho.

domingo, 19 de agosto de 2018

DE EXU A PRETO VELHO

 SE TIVER INTERESSADO É SÓ CLICAR



 DE EXU A PRETO VELHO
 
 CORSÁRIO DA LEI

AUTOR: Daniel Luconi
INSPIRADO:  por Pai Benedito
EDITORA: Madras



Venho falar do que senti ao ler a trajetória de DE EXU A PRETO-VELHO - Corsário da Lei

O que parecia ser tão simples tornou-se bem complexo.
Ao iniciar a leitura e conforme adentrei no mundo tão particular deste irmão, fui me encantando e me vi torcendo por um vilão,

Um vilão que me conquistou e alguém que em sua essência era bom, mas, por se deixar levar pela paixão terrena da materialidade, acordou em si um lado negativo adormecido, quem sabe há milênios, um lado que provavelmente com muito trabalho e sofrimento havia conseguido anular.
Quando encarnamos desce um véu sobre a nossa consciência, fica conosco nossa essência e em nosso consciente o aprendizado de milênios de existência como espírito, mas esse aprendizado apenas nos dá alertas dos valores que devemos cultivar.
E assim foi com o Corsário, uma encarnação que deveria provar que realmente seu negativo estava anulado, acabou, em vez disso, fazendo vir à tona esse negativo que o dominou de tal forma que sua queda foi enorme.
Sua trajetória na queda e sua trajetória para recuperação de si mesmo, acordando novamente seu positivo e sua real essência são emocionantes e surpreendentes.
Além de nos prender do inicio ao fim, o relato nos traz vários ensinamentos e uma mensagem que o espírito humano, encarnado ou não, jamais deveria esquecer: a Lei Maior que é a Lei Divina jamais é transgredida sem que seu transgressor sofra as consequências, seja ele quem for, pois na espiritualidade valemos pelo que semeamos dentro da Lei do Amor e Respeito a toda criação Divina.

Viajem com o Corsário, verão que ele os conquistará, sentirão e entenderão suas emoções como se as tivessem vivenciando, e se surpreenderão com o final desta trajetória, descobrindo por fim que a história de um espírito jamais termina, é eterna, pois imortal é o espírito.

19-08-2018

sábado, 4 de agosto de 2018

OBALUAYE SEU MÊS


A pipoca representa a transformação do ser humano de dentro para fora, sua reforma, sua evolução.



Silêncio OBALUAYE permanecerá conosco neste mês.
É tempo de sossego, reflexão e de muito sigilo.
Que agosto seja-nos um bom mês.
Que as pipocas sejam a nossa saúde.
Que você contribua com os adeptos deste Culto que avistará em seu caminho, sempre de branco e com um balaio de pipocas oferecendo saúde, prosperidade e Luz a você.

É o mês da família Kerejebe...
Mês em que muitos vão se embora para nunca mais voltar ... Mês de OLUBAYE.

É o mês das palhas...
Ninguém deve se atrever a falar mais alto, a gritar ou insultar qualquer um, nem muito menos ficar gritando por OBALUAYE, Ele não é surdo.

Ele está entre nós...
A hora é de orações, rezas e vigilância total.
OPANIJE grande Senhor Dono desta Terra.
Seja bem vindo ao nosso convívio.
Venha e cura-nos das nossas doenças, imperfeições, posturas, incertezas, medos e da nossa própria língua que nos condena.

Pensamentos elevados , coisas boas, caminhos bons e a reserva de não desejar ao outro o mal.

ATOTO Senhor da inteligência e da Luz que o faz o mais lindo dos Orixás...
Aquele ao qual Oyá viu seu rosto num bailado de ventos e se encantou por sua beleza.

Nós o saudamos, respeitamos e o consagramos.
Deixa-nos protegidos e abençoados.
Que possamos passar por este mês com alegrias, prosperidades, saúde, riquezas e na certeza de que em suas palhas seremos eternamente acalentados e resguardados de toda maldade que possa a vir nos atingir...
Silêncio OBALUAYE esta entre nós.

Que este mês não seja o mês do desgosto, mas sim da nossa própria ascensão espiritual, material e intelectual, pois OBALUAYE é o nosso Pai!!