TRADUTOR

Seguidores

segunda-feira, 13 de julho de 2015

EXU DO LODO MENSAGEM








Do mais profundo lamaçal foram emergindo, braços estirados rumo ao céu as mãos abertas,
uma força desconhecida os impulsionava, agarrar-se a algo tentavam, a algo que desse o impulso final, para que seus corpos viessem à tona, em segundos que pareceram eternos, conseguiram fazer com que os corpos aparecessem, receosos que de repente as forças faltassem,e novamente para o fundo puxados fossem.


Mas não, havia algo diferente, uma certeza indestrutível que conseguiriam, que finalmente a luz veriam, tempo que falar não saberiam, ali no fundo permaneceram, mas de repente um a um foram em si caindo,
percebendo a miséria que seus corpos se tornaram, a consciência latejando e aos poucos despertando, lembravam de atos vergonhosos que para lá os arremessaram, não se conheciam entre si, mas a energia de todos era igual, isto tinham em comum, e um via os tristes quadros dos outros, e finalmente um deles gritou: Perdão, perdão, Deus perdão, e as lágrimas rolavam e os outros sentindo também o mesmo, começaram a clamar por perdão, caíam em si, a comoção de um contaminou a todos por tempo que lhes pareceu imenso, clamaram, de repente algo os puxava e finalmente perceberam, que estavam em movimento para cima e em lágrimas foram puxados, socorridos, encaminhados por mãos caridosas para tratamento, mas lá embaixo no fundo do lamaçal,
ainda muitos irmãos ficaram, irmãos que ainda não tinham se livrado, dos sentimentos negativos que para lá os levaram.



Acima do lamaçal, muitos os aguardavam, era dia de alegria,
aqueles irmãos renasciam para a luz, arrependidos sinceramente,
dispostos a recomeçar do zero, dispostos a reparar os males feitos,
ansiosos para se tornarem guerreiros do Senhor, em qualquer trabalho, em qualquer lugar
e muitos depois de passarem por longo aprendizado e recuperação,
pediam para serem socorristas dos irmãos que no fundo do lamaçal estavam, pediam para enviarem energias salutares para que eles pudessem manter a integridade da mente, outros pediam para socorrerem os encarnados que para lá iriam se as atitudes não mudassem e aos poucos cada um encontrou trabalho redentor em auxílio aos irmãos sofredores, que tantos fizeram sofrer quando na terra estavam ou quando perdidos no mundo espiritual baixo se compraziam em torturar encarnados e desencarnados.



Esta é a eterna luta, do mal tentando sobrepujar o bem, do bem aguardando uma brecha por pequena que seja para entrar no âmago dos espíritos ignorantes, acorrentados em suas próprias maldades.



Para nós sempre será uma alegria recolhê-los,  um dia eu lá estive, no fundo do mais negro lamaçal, tão negro que era esverdeado, mas chegou o meu dia de ser socorrido e junto comigo alguns companheiros de infortúnio,isto foi há alguns séculos  e depois de muito trabalho me ofereceram que fosse o guardião dos limites deste astral pantanoso, eu e outros tantos companheiros nos ajuntamos a uma falange já existente, a reforçamos, e cada um aos poucos foi tendo a sua própria falange, mas todos nós somos chamados  pelo mesmo nome, não perdemos nossa identidade, noutras esferas nossos verdadeiros nomes utilizamos, mas quando em trabalho não, quando em trabalho somos todos Exu do Lodo.



Para esta atuação existimos, infelizmente muitos médiuns nossos não o sabem, e nos pedem para afundar este ou aquele no lodo, a gente concorda, faz de conta, e trabalha, trabalha, para atuar no coração do pedinte para que o irmão infeliz não caía nas mãos de espíritos mistificadores e médiuns praticantes da magia negra que não hesitam em manipular energias do baixo astral para satisfazer o pedinte a fim de escravizá-lo materialmente e espiritualmente.



Apenas nesta mensagem quis esclarecer nossa atuação, e que reflitam que o nome desta ou daquela falange guarda em si um significado bem diferente daquele que o nome em si na sua linguagem quer dizer.




Ditado pelo Exu do Lodo
psicografado por Luconi
em 13-07-2015

3 comentários:

  1. Amiga Luconi, esta mensagem de esclarecimento é sublime, adorei lê-la e entendi o que por vezes não dá para perceber no dia-a-dia porque simplesmente as pessoas falam e já vão dando a idéia errada deste ou daquele assunto, parece-me ser o caso do EXU DO LODO. Muitos acreditam ser do lado do mal por pura influência de pessoas mal intencionadas e que se aproveitam da desgraça alheia. A meu ver a ignorância sem dúvida é a grande causa do sofrimento humano, graças a Deus que existem almas e espíritos iluminados para ir equilibrando a balança.
    Desejos de uma semana Iluminada.
    Beijinhos de Luz!
    Ana Maria

    ResponderExcluir
  2. Oi, Lucconi!
    Para aquelas pessoas que não possuem o sentimento de compaixão e não compreendem a lei do retorno, a sua escravidão durará mais tempo. Todo o mal praticado será depositado em conta e será cobrado em algum momento.
    Obrigada pelo texto! Ajuda-nos a compreender os motivos pq as dores de um perduram mais que as dores de outros.
    Beijus,

    ResponderExcluir
  3. Boa tarde Luconi, o certo é que o UMBADA é originário de África, mas ao que julgo saber foi de Angola para o Brasil, onde tem já tem mais expressividade. Estive mobilizado, em Angola, no inicio da guerra de África, não notei expressão como venho notando ai. Já agora escrevi um diário de guerra, que veio a dar livro AMOR NA GUERRA.
    Falando no Brasil, tudo que estou a publicar, desde o terceiro livro, tem algo do teu País. Este blog está a ser alvo de muita pesquisa, para livro sobre a colonização. No Brasil tive a intensão de observar bem o como é o povo, entre mais coisas com vista ao livro.
    Por último, agradeço a tua visita,.
    abraços

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS FICAMOS FELIZ COM SEUS COMENTÁRIOS QUE NOS INCENTIVAM E ACARINHAM NOSSOS CORAÇÕES