TRADUTOR

Seguidores

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

MEUS IRMÃOS DE FÉ QUE SAUDADES



Que saudades sinto,
daquela gente simples,
em cujo peito a fé explodia,
o amor ao próximo resplandecia,
esforços não media,
e ao irmão acudia.


Fosse dia, fosse noite,
fosse hora ou não fosse,
pois sua fé lhe dizia,
a hora não é escolhida,
o acaso é um fato,
que por Ele nos é apresentado.


Então na mão do irmão segurando,
aquela gente nada temia,
praticamente nada ali era fundamentado,
a não ser a enorme fé,
que lhes dava a certeza,
que Maior é Deus.


Luconi
23-10-2014

Sinto saudades de meus irmãos de fé, sinto saudades de nossa simplicidade e dentro desta simplicidade tínhamos a certeza que o Bem sempre venceria, pois não existe mistério, apenas têm-se fé firme ou não e respeitando as Leis da Vida e do Amor por Ele determinadas, sendo estas Leis o nosso crivo para qualquer circunstância, com certeza o Melhor sempre seria feito, segundo a vontade do Pai Maior.

Desta forma conseguíamos, através da atuação de  nossos mentores, pois nós nada éramos apenas instrumentos de trabalho, levar algum bálsamo a tantos corações sofridos, encarnados ou desencarnados.

Obrigada meus irmãos por terem feito parte da época mais feliz da minha vida. 

Luconi


Um comentário:

  1. Luconi, lindo texto linda homenagem aos seus amigos.
    Bom fim de semana.
    Beijinhos de Luz!
    Ana Maria

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS FICAMOS FELIZ COM SEUS COMENTÁRIOS QUE NOS INCENTIVAM E ACARINHAM NOSSOS CORAÇÕES