TRADUTOR

Seguidores

domingo, 23 de fevereiro de 2014

FORMA DE AGIR DO UMBANDISTA



O verdadeiro Umbandista não sente as pedras que lhe são jogadas, pois sua consciência está limpa, certo que jamais usou do dom da mediunidade para interferir no livre arbítrio do Pai.

Entende aqueles que pedras lhe são atiradas, ciente que vem de uma alma que está presa ao radicalismo, que não entendeu a mensagem de Jesus, que pediu e exemplificou o amor ao próximo e nem ELE mesmo a ninguém julgou.

Como também sabe, que muitos foram vítimas de irmãos que se entregaram ao baixo espiritismo, a exploração de seus dons para obterem vantagens financeiras e que na realidade não passam de pobres irmão obsidiados por irmãos trevosos, que aos poucos devido a sua queda para o materialismo e para a vaidade pessoal, deles tomaram conta usando inclusive nome de espíritos conhecidos trabalhadores da seara de luz, seja da direita ou da esquerda da religião.

Por tudo isso saber segue o seu caminho de cabeça erguida, envolvido na paz do Senhor, sabedor que é apenas um instrumento que o Pai utiliza para a pratica da caridade espiritual, caridade esta que não é praticada por ele, mas pelo seus mentores (guias), pois ele mesmo tem consciência que ainda está em processo evolutivo, tendo em si muitas qualidades mas ainda muitos defeitos, doenças de sua alma que vem encarnando com a finalidade de conseguir curar tais doenças.

Reconhece-se muito pequeno diante das Verdades Divinas e anda com cuidado, pois sabe que as doenças da alma que carrega podem a qualquer momento o tentar e o envolver de tal forma que porão por chão todo o caminho de aprendizado até então percorrido.

Sabe que será colocado a prova como todo ser vivente e por isto deve estar firme em sua fé e em seus propósitos de seguir sempre as Leis Divinas, que são as que Cristo pregou. Portanto é exatamente por isto que o Cristo nos ensinou “Orai e Vigiai”.

Principalmente, quem tem tal missão jamais deve abandonar este conselho do Mestre, não se esquecendo que até mesmo sacerdotes de Umbanda, por serem seres humanos em evolução, não estão livres de repente caírem nas emboscadas das doenças de suas almas e com isso podem receber influencia negativa de espíritos trevosos que muito gostariam de vê-los cair, pois com eles arrastariam todo o corpo mediúnico da casa, destruindo-a em sua essência.

Por isto seja você um sacerdote, ou um filho de corrente, ou até alguém da assistência, não deixe passar nada que vá contra as Leis do Amor e da Caridade, peneire bem para saber distinguir.
Por isto existe o ponto: Pisa na Umbanda, pisa devagar, afirma o pensamento que é pra não tombar, Jesus Cristo também foi traído praticando a caridade no mundo perdido.

No caso do filho de Umbanda ele é geralmente traído pelas suas próprias tendências negativas que estão em sua alma ou por não saber ler além das entrelinhas desculpando esta ou aquela falha com a desculpa que dá a si próprio: São guias, mentores, não podem errar.

Não se esqueçam que até a forma de outro espírito os trevosos e obsessores podem plasmar, enganando até os videntes, então sigam as Leis sempre, não existe duas leis, o bem é o bem e o mal é o mal, não tem meio termo e nem desculpas para se praticar o errado, seja quem for que vocês 
achem que está incorporado.

É este aviso que queria passar, lembrando, que hoje não trabalho com o meu cavalo, pelo motivo que ele perseguido por inimigo espiritual, não soube distinguir sua atuação, nem ele, nem os filhos do templo, a luta foi grande, o templo fechou e hoje após quase dezesseis anos é que ele se apruma e os filhos do templo, alguns fazendo um balanço do passado, percebem que era hora de ajudar quem sempre estava pronto para lhes ajudar, mas não sabiam disto na época, não perceberam a atuação das trevas no irmão que tanto amavam e amam.

 E não entendiam todo mal que acontecia a este meu filho querido, foi muita luta espiritual, mas uma vez desviado do caminho, com inimigos encarnados atraídos para o novo caminho, o levantar do meu filho foi muito lento, sem contar o número de vezes que começava a se erguer e de novo caía.

Para evitar um mal maior eu peço que jamais deixem de seguir as Leis do Amor e da Vida que tanto foi exemplificada por Jesus.


Ditado por um Capa Preta
psicografado por Luconi

em 23-02-2014

3 comentários:

  1. Uma bela mensagem do Irmão Capa Preta Mostrtando que é preciso seguir as Leis do amor, como bem disse Jesus.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi, Luconi!
    Como palpitar sobre algo que nao conhecemos sem antes conhecer. Não gosto de criticar religiões,doutrinas religiosas ou filosofias de vida, pois cada um crê naquilo que lhe satisfaz o espírito. Antes de tudo devemos pensar que tudo o que existe é obra divina!
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  3. Oi Luconi! Infelizmente por causa de pessoas mal intencionadas todo espírita sofre algum tipo de preconceito e a umbanda é mais ainda confundida! Excelente texto e grande ensinamento! bjs,

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS FICAMOS FELIZ COM SEUS COMENTÁRIOS QUE NOS INCENTIVAM E ACARINHAM NOSSOS CORAÇÕES