TRADUTOR

Seguidores

terça-feira, 16 de julho de 2013

MISSÃO DE OGUM



Sua armadura reluz,
sua espada é da lei,
em seu semblante,
não se vê a emoção,
ela fica guardada em seu coração,
pois está a trabalho,
das leis do amor e da vida,
Leis de Pai Oxalá,
ditadas por Olorum,
de antes deste mundo a criação.

Segue ele em seu trabalho,
seguindo as ordens da lei,
o desamor combatendo,
os inocentes protegendo,
as lágrimas escorrendo,
lágrimas que ninguém vê,
pois não deixa transparecer,
precisa combater o mal,
mas é triste enviar,
os irmãos incautos,
que no mal caíram,
para o aprendizado.

Feliz sim ele fica,
sem deixar transparecer,
quando chega a hora finalmente,
de um dos irmãos caídos,
arrependidos sinceramente,
ele ir buscar nas zonas de paralisação,
e então encaminhá-los para o astral superior,
para que recomecem a caminhada,
o aprendizado para a evolução.

Esta é a missão que mais gosta,
a que faz com que ele sinta,
que afinal de contas vale a pena,
ser um soldado da Lei,
que através da sua ação,
não só o mal paralisa,
como também o extingue,
de dentro do irmão que o abrigou.

Então este caboclo de Ogum se ajoelha,
depõe a sua espada ao chão,
 curvando-se agradece a Oxalá,
a oportunidade de servir,
ao Mestre dos Mestres,
Nosso Senhor Jesus.

Uma homenagem aos caboclos de Ogum, trabalhadores incansáveis.


Ditado por Joel
psicografado por Luconi
em 16-07-2013

Um comentário:

  1. Lindo,lindo, lindo!
    Uma forma delicada de ensinar a beleza desta religião mágica.
    abração com carinho

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS FICAMOS FELIZ COM SEUS COMENTÁRIOS QUE NOS INCENTIVAM E ACARINHAM NOSSOS CORAÇÕES