TRADUTOR

Seguidores

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

ALERTA DE UMA CABOCLA DE XANGO



Quem vem chegando, bem no topo da pedreira, perto da cachoeira.

Vestida com vestido de couro, na mão uma machadinha, na cabeça uma coroa que no centro tem linda pena dourada por detrás uma estrela de cinco pontas.

Quem seria afinal, esta linda cabocla? De longos cabelos negros, com olhos marcantes e bondosos, que lêem a alma da gente.
Ela com habilidade desce pela pedreira, pôe na cinta a machadinha, e lança-se na cachoeira, some na queda d’água, para reaparecer de repente trazendo do lado direito uma espada dourada que refletindo a luz do sol, cega a quem ousar olhá-la.

Pergunto quem és afinal? Vós que me faz prostrar no chão, embevecido pela sua luz.
No ar apenas o barulho das águas na cachoeira, e a cabocla formosa aproxima-se de mim.
- Levanta-te filho de Umbanda, levanta-te e me ouça, venho para te redirecionar para o teu caminho.

Mostrei-me como eu sou, com todos os meus mistérios, sou cabocla de Xangô, que é meu reino original, mas respondo a Iansã e também a Oxossi e a Mamãe Oxum, não reparaste que no marrom de minha roupa trago também o azul.
Porque vim me mostrar? Para que você veja que muitos são os mistérios, que muitos são os caminhos, e eles todos se cruzam.

Muito raro um guia que seja puro de um só Orixá, eles existem sim, mas em número muito menor, e quando assim o são, é porque na verdade ele vem da linha de Oxalá e este orixá que ele responde, é a linha de Oxalá que cruzou com esta linha.

Você anda muito curioso, quer saber isto e aquilo, não pensa nas conseqüências, não está vendo a Umbanda como uma forma de evolução espiritual, mas como uma forma de adquirir conhecimento com o intuito de aumentar o que você considera poder.

Como te enganas, não queremos festas, não queremos ninguém vestindo roupas nos imitando, isto só faz aumentar a vaidade do médium, queremos trabalho, queremos caridade, queremos humildade.

Acima de tudo queremos que o médium se respeite como ser humano e respeite o seu próximo, as Leis Divinas são imutáveis, não existe nenhum guia ou Orixá que possa agir de forma contrária da Lei, se acontecer não é o guia, não é o Orixá, e isto inclui os amados e amadas guardiães da esquerda, não faça promessas aos que te procuram, não podes cumpri-las, apenas podes pedir a interseção de um orixá para pedir ao Pai, e só depois disso é que o guia ou orixá, saberá se poderá ou não conceder ao filho. Enfim filho meu, venho te dar um alerta, como mãe amorosa que sou, trago a justiça de Xangô, a lei que Iansã defende, o conhecimento de Oxossi e o amor de Oxum, isto tudo fundamentado na fé de Oxalá.
Não te afaste da Lei, não te afaste da tua missão, colha amor plantando amor, respeite o teu próximo, ouça a voz dos anciãos, respeite a ancestralidade.

Agora meu filho te mando de volta ao teu corpo, mas irás acordar e te lembrarás, então peço que escrevas, pois este alerta serve para muitos filhos e filhas.

Ah ia me esquecendo, você queria saber quem eu sou, Jurupiara é meu nome, e que Oxalá o abençoe.

Ditado pela Cabocla Jurupiara
Psicografado por Luconi
em 15-08-2010

4 comentários:

  1. Dentro das falanges justiceiras o que não faltam são caboclas flecheiras que usam este instrumento para o bem.
    Não nos apegamos ao tipo de armas por elas usada
    Tanto faz se é, arco ,flecha ou espada..
    O que importa mesmo é de como ela é utilizada.
    Mesmo a mediunidade não deixa de ser uma arma...
    Que ao bom uso é muito apreciada...
    Os instrumentos chamados mediuns ou até mesmo cavalos...
    Não passam de elos que unem correntes presas a um velho carvalho...
    Nem mesmo a força de um vento forte conseguirá derrubar...
    Esta UMBANDA QUERIDA que para sempre nós todos vamos AMAR...
    LU e EDSON ,toda a PAZ do mundo pra voces ....
    abraços carinhosos

    ResponderExcluir
  2. Belo blog de esclarecimento sobre a umbanda, essa incompreendida. Tem um artigo muito legal no blog Vivências Espirituais, o qual eu sigo. Acho que vc iria gostar.
    Estou lendo a Missão da Umbanda, psicografia de Ramatis.
    Beijos, namastê!

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  4. Dona Marcia, gostei do visual, só que as letras verdes se "camuflam" com o fundo,pelo menos pra mim.

    Mãe, continue semeando pois a semeadura é longa e os frutos bons são poucos porém recompensadores!

    Beijos do seu Filho! Te Amo.

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS FICAMOS FELIZ COM SEUS COMENTÁRIOS QUE NOS INCENTIVAM E ACARINHAM NOSSOS CORAÇÕES