TRADUTOR

Seguidores

domingo, 18 de julho de 2010

A UMBANDA ABRE AS PORTAS PARA A CARIDADE


Venho aqui neste cantinho trazer uma mensagem, a este irmão estudioso que sempre procura verdades que lhe possam esclarecer.

Meu irmão de ideal, que sempre procura a justiça, que só pisa em terra firme, sente-se um tanto inseguro ao tratar-se do espiritual.

Bem te entendo, pois assim eu era, hoje dou graças a Deus pois o aparelho que uso supera a insegurança pela fé em Nosso Senhor.

Se assim não fosse, nada ela teria aprendido, pois na primeira dúvida, teria se retraído. No entanto meu irmão ela age ao contrário, espera com paciência o conhecimento chegar.

Tem em si uma só certeza, o que ela precisar saber para vivenciar sua missão, o Pai lhe proporcionará, e desta forma não colocando a carroça diante dos cavalos, ela tem caminhado.

Não é perfeita não, tem muitas limitações, mas a fé, o cumprimento do Amar ao próximo e a humildade tem compensado as limitações de seu espírito, endividado ela sabe, a procura da evolução através da quitação da dívida.

Que ela bem o sabe, ser tarefa bastante difícil, pois na carne muitos são os perigos, principalmente velhos defeitos adormecidos, podem ser acordados com os revezes da vida.

Uma de suas indagações é sobre as linhas que na última mensagem foram ditas como linhas aderentes da Umbanda, especificamente a mensagem falava da linha cigana.

Pois bem querido irmão a explicação que no momento é permitido dar, serve para todas as linhas ditas aderentes da Umbanda.

 Como você sabe a Umbanda tem sete linhas puras, que correspondem aos Sete Tronos Divinos, pois bem meu querido, a umbanda é antes de tudo caridade, amor ao próximo, humildade, por isto ela jamais fecharia as suas portas para qualquer encarnado que a procurasse, como também não fecharia a suas portas para tantos espíritos que necessitam praticar a caridade, para se evoluírem.

Tudo primeiramente é acertado no astral, como por exemplo temos os boiadeiros, há muitos anos trabalham na Umbanda, mas prestam conta desses trabalhos a Oxossi, é uma linha aderente que quando se formou, foi recebida por Oxossi, dele recebeu alguns ensinamentos, absorveu alguns mistérios, como vocês diriam por ele foi coroada.

 Muitos boiadeiros não prestam só contas a Oxossi, também prestam contas a Mamãe Oxum, outros a Oxossi e Nanã, tudo depende do campo de trabalho que vão atuar.

Desta forma é que surgiram as linhas que trabalham na Umbanda, mas que não são puras de Umbanda foram por ela recebidas e absorvidas para que pudessem estes espíritos evoluírem através da pratica da caridade.

Dei o exemplo dos boiadeiros, por serem bem conhecidos e já ter sido aberto para o mundo dos encarnados o Orixá que eles respondem. 

Na linha dos ciganos, te digo alguns se reportam a Nanã, outros a Oxum, outros a Iansã, outros a Egunitá, alguns a Ogum e alguns a Xangô, depende muito do Orixá Ancestra que carregam, e também do tipo de dívidas que devem saldar.

Agora quanto a etnia dos ciganos, você se refere a etnia aqui na terra, no mundo espiritual a etnia de uma raça é o que menos importa, como te disse acima o que mais importa é o melhor campo de trabalho para o espírito conseguir sua evolução, e esta só vem quando você se dedica com toda a sua alma à pratica do bem.

 Não esquecendo que em uma encarnação o espírito pode ser negro, noutro de origem européia, noutro indígena, noutro cigano, não importa, as encarnações atendem às necessidades de aprendizagem do espírito.

Nunca se prenda meu irmão a belas palavras, antes olhe os atos do dia a dia de cada um, fácil é falar, difícil é demonstrar, quando não se carrega no coração o amor verdadeiro, que é o Universal.

Bem já me alonguei demais, mas é que não estou sozinha, muitos estão tanto pitacos nesta mensagem, pois muitos como você se prendem a fatos que pouco importam, muitos querem primeiro ver com os olhos que a terra há de comer para depois começarem a praticar a caridade, muitos muitos mesmos, estão estacionados porque não demonstram a sua fé, querem provas, provas, e eu digo olhem para a natureza, sintam o amanhecer, o anoitecer, sintam a vida e não precisaram mais de provas.

Seja qual for a doutrina religiosa que você segue, a siga com amor dando o melhor de si, nunca julgue, é só isso que o Pai pede.

Viva Nosso Senhor Jesus Cristo, Viva a Umbanda, Viva Oxalá,
Fiquem em paz.

Ditado por cigana Laleska, com intervenção de Aspargos, mentor da linha kardecista, e vários da linha da Umbanda.
Psicografado por Luconi
Em 17-07-2010

3 comentários:

  1. Eu, particularmente ainda não conhecia ou havia ouvido falar dos boiadeiros, mas convenhamos que aqui no Maranhão, apesar de minha afinidade com a luta e a cultura dos negros (epidérmicos ou não) e haver frequentado -sempre com muito prazer- o terreiro Fanti Ashanti e o terreiro de Venina, ainda não me pus a estudar profundamente as questões concernentes à Umbanda, ao candomblé, o que faço aqui neste espaço.
    Grato desde já a Edson Tavares e a Luconi pelo aclaramento das dúvidas.

    ResponderExcluir
  2. Esta porta se abre para dar os conhecimentos através destes espiritos que trazem um modelo de filosofia que trabalha a caridade ,dentro da mais sublime humildade ,sem deixar da recomenação do estudo.
    Abraços para os amigos LU E EDSON....

    ResponderExcluir
  3. Lu, tá tudo bem por aqui?
    Cadê voce que não mais vejo?
    Estou com saudades de tu morena ....da amiga.
    Vai até nossa casa e espia o video que colocamos .
    Um exemplo de superação e luta mesmo depois que tudo parecia o fim...
    abraços carinhosos

    ResponderExcluir

SEJAM BEM VINDOS FICAMOS FELIZ COM SEUS COMENTÁRIOS QUE NOS INCENTIVAM E ACARINHAM NOSSOS CORAÇÕES